Adicionar aos Favoritos

Processo de Investimento

FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO MOGNO HOTÉIS

Condomínio fechado, com prazo indeterminado.

Ativa, pelo Gestor.

BTG PACTUAL SERVIÇOS FINANCEIROS S.A. DTVM

MOGNO CAPITAL INVESTIMENTOS LTDA.

BTG PACTUAL SERVIÇOS FINANCEIROS S.A. DTVM

PRICEWATERHOUSECOOPERS AUDITORES INDEPENDENTES

O FUNDO tem por objeto o investimento, primordialmente, em empreendimentos imobiliários com destinação hoteleira por meio da aquisição dos seguintes ativos: (i) imóveis localizados no Brasil, incluindo, sem limitação, terrenos, imóveis em fase de desenvolvimento, prontos e acabados, unidades autônomas ou ainda direitos a eles relativos (“Imóveis-Alvo”); (ii) quotas ou ações de sociedades de propósito específico que venham a desenvolver ou adquirir Imóveis-Alvo (“Participação Societária”); e (iii) certificados de recebíveis imobiliários, desde que estes certificados tenham sido objeto de oferta pública registrada na CVM ou cujo registro tenha sido dispensado nos termos da regulamentação em vigor (“CRI” e, em conjunto com Imóveis-Alvo e Participações Societárias, os “Ativos-Alvo”).

Os recursos do FUNDO captados por meio do sistema de distribuição de valores mobiliários serão aplicados, preponderantemente, na aquisição dos Ativos-Alvo, pela ADMINISTRADORA, sob a indicação da GESTORA e com o apoio do consultor especializado, caso seja contrato, de forma a proporcionar ao cotista a valorização e rentabilidade de suas cotas, mediante a realização de investimentos imobiliários de longo prazo, objetivando, fundamentalmente: (i) auferir receitas por meio de locação, arrendamento, exploração do direito de superfície para fins hoteleiros, e/ou venda dos Imóveis-Alvo integrantes do seu patrimônio, podendo, inclusive: (a) ceder a terceiros os direitos e créditos decorrentes da venda, locação, arrendamento ou exploração de tais dos Imóveis-Alvo; e (b) realizar, conforme aplicável aos Imóveis-Alvo, reforma, readequação (retrofit), construção e incorporação imobiliária, desde que para a finalidade hoteleira; (ii) auferir rendimentos advindos da aquisição dos demais Ativos-Alvo; e (iii) auferir rendimentos advindos da aquisição dos Ativos de Renda Fixa.  

Os rendimentos acima mencionados poderão estar significativamente concentrados em uma mesma fonte pagadora.  

O FUNDO poderá adquirir Imóveis-Alvo sobre os quais tenham sido constituídos ônus reais ou outros tipos de gravames anteriormente ao seu ingresso no patrimônio do FUNDO.  

Quando o investimento do FUNDO se der em projetos de construção, caberá à ADMINISTRADORA, independentemente da contratação de terceiros especializados, exercer controle efetivo sobre o desenvolvimento do projeto.  

A GESTORA terá discricionariedade na seleção e diversificação dos Ativos-Alvo e Ativos de Renda Fixa da carteira do FUNDO, desde que seja respeitada a política de investimento ora prevista e a legislação e regulamentação aplicáveis.  

Caso os investimentos do FUNDO em valores mobiliários ultrapassem 50% (cinquenta por cento) de seu patrimônio líquido deverão ser respeitados os limites de aplicação por emissor e por modalidade de ativos financeiros estabelecidos nas regras gerais sobre fundos de investimento, incluindo, sem limitar-se à Instrução CVM 555, e serão aplicáveis à ADMINISTRADORA as regras de desenquadramento e reenquadramento lá estabelecidas.  

Sem prejuízo da possibilidade de aquisição de CRI pelo FUNDO, nos termos do Art. 2º acima, O FUNDO poderá participar subsidiariamente de operações de securitização através de cessão de direitos e/ou créditos de locação, venda ou direito de superfície de imóveis integrantes de seu patrimônio a empresas securitizadoras de recebíveis imobiliários, na forma da legislação pertinente.  

As disponibilidades financeiras do FUNDO que, temporariamente, não estejam aplicadas em Ativos-Alvo, nos termos deste Regulamento, poderão ser aplicadas em: (i) Ativos de Renda Fixa; e (ii) derivativos, exclusivamente para fins de proteção patrimonial, cuja exposição seja sempre, no máximo, o valor do patrimônio líquido do FUNDO.  

A ADMINISTRADORA poderá, sem prévia anuência dos cotistas, observadas as recomendações da GESTORA, praticar os seguintes atos, ou quaisquer outros necessários à consecução dos objetivos do FUNDO, desde que em observância a este Regulamento e à legislação e regulamentação aplicáveis: (i) celebrar os contratos, negócios jurídicos e a realização de todas as operações necessárias à execução da política de investimento do FUNDO, incluindo instrumentos relacionados à alienação ou à aquisição dos Ativos-Alvo, salvo nas hipóteses de Conflito de Interesses, existentes ou que poderão vir a fazer parte do patrimônio do FUNDO, de acordo com a Política de Investimento; (ii) adquirir de quaisquer terceiros, transigir, vender, permutar ou de qualquer forma alienar, no todo ou em parte, para quaisquer terceiros, incluindo, mas não se limitando, para cotistas do FUNDO, salvo nas hipóteses de Conflito de Interesses, Ativos-Alvo e Ativos de Renda Fixa, existentes ou que poderão vir a fazer parte do patrimônio do FUNDO, de acordo com a Política de Investimento, inclusive com a elaboração de análises econômico-financeiras, se for o caso; (iii) celebrar, aditar, rescindir ou não renovar, bem como ceder ou transferir para terceiros, a qualquer título, os contratos com os prestadores de serviços do FUNDO; (iv) alugar ou arrendar os Imóveis-Alvo integrantes do patrimônio do FUNDO; e (v) adquirir ou subscrever, conforme o caso, Ativos de Renda Fixa para o FUNDO. 

Não existe qualquer promessa do FUNDO, da ADMINISTRADORA ou da GESTORA acerca da rentabilidade das aplicações dos recursos do FUNDO.